Este site utiliza cookies. se continuar a navegar, vamos considerar que aceita a sua utilização. Pode obter mais informações clicando aqui.
 
Notícias e Eventos
O final das férias: Mais de 2/3 da população mundial padece de fungos nas unhas e uma elevada percentagem é contagiada no verão
10-07-2012


Os vernizes permanentes, a humidade e o caminhar descalço em lugares públicos favorecem a aparição

As infeções por fungos são frequentes durante a época estival, já que estes microorganismos se desenvolvem em lugares húmidos e quentes, e se encontram habitualmente em sítios como praias e piscinas, por onde caminham centenas de pessoas que são portadoras de fungos.

Ter fungos na pele em algum período da nossa vida é normal, e não sendo um problema grave, ainda assim devem ser tratados sem demora, senão irão penetrar nas camadas mais profundas da pele e será cada vez mais difícil erradicá-los. Os fungos têm sítios preferidos para se reproduzirem e normalmente são as partes do corpo onde há uma maior segregação de suor, como os pés ou as mãos.

No final do verão é necessário examinar minuciosamente os nossos pés, melhor se procurarmos um especialista para nos assegurar que se encontram saudáveis. Os vernizes permanentes que utilizamos durante esta época também favorecem a instalação destes microorganismos. 

A onicomicose é um dos problemas de unhas mais diagnosticado pelos profissionais de podologia, mais de 2/3 da população padece deste mal, uma percentagem que aumenta cerca de 15% quando falamos de idades compreendidas entre os 40 e os 60 anos. Ainda que se trate de um mal que se manifesta, geralmente, por umas manchas pouco estéticas, a verdade que é uma grande percentagem das pessoas afetadas sofre de transtornos psicológicos e sente-se complexada na hora de mostrar os pés. Este número aumenta consideravelmente entre as mulheres.

A medicação oral que até agora era administrada não garante resultados duradouros e, em muitos casos, os seus efeitos secundários são graves. Os técnicos de podologia encontraram no laser PinPointe uma solução para estes problemas, razão para um crescente otimismo, já que se tratam de profissionais habituados a utilizar esta tecnologia na eliminação de verrugas, lesões dérmicas e outras patologias.

O que é o PinPointe FootLaser?

O Pintpointe FootLaser é o primeiro dispositivo baseado em luz, que foi aprovado pela FDA (Administração Federal de Alimentos e Medicamentos) para o tratamento de fungos na unha. Um laser capaz de eliminar estas afeções a partir da primeira sessão de dez a vinte minutos, sem necessidade de anestesia, de forma totalmente indolor e com resultados, até ao momento, nunca conseguidos. Este laser é de uso estético.

Os fungos, apesar de não se tratarem de enfermidades que inicialmente causem dor, podem provocar malformações nas unhas e dar uma imagem pouco estética, e associados à falta de higiene, pouco a pouco, vão acabar por destruir a unha natural e provocar dor ao caminhar. Estima-se, segundo os profissionais de dermatologia, que cerca de 15% da população mundial padece de onicomicose, um mal que muitos ignoram ter e que pode aparecer quer nas unhas das mãos, quer das dos pés. Andar descalço por zonas húmidas, frequentar lugares públicos e roer as unhas são algumas das coisas que levam ao aparecimento destas manchas feias que vão destruindo, pouco a pouco e de forma corrosiva, a unha natural. Os tratamentos para travar e eliminar o fungo, em muitos casos ineficazes, haviam-se tornado intermináveis.

PinPointe FootLaser™ - O tratamento eficaz para eliminar fungos

A sessão inicia-se com a realização de um diagnóstico certeiro, comprovando-se que se trata efetivamente de um fungo. Em alguns casos, a onicomicose confunde-se com um corte. Para ter a certeza, o ideal é fazer neste caso uma cultura, isto é, recolher uma pequena amostra e analisá-la em laboratório.

Uma vez analisada, procede-se a passar o laser pela zona a tratar. O calor libertado pelo PinPointe FootLaser ™ é o que destrói o fungo. O tratamento costuma durar uns 20 minutos. O PinPointe FootLaser ™ não deixa sequelas, nem tem efeitos secundários e está apto para pessoas diabéticas.

Estudos realizados em pacientes tratados com o PinPointe FootLaser

Num estudo retrospetivo de 12 meses em mais de 250 pacientes consecutivos, 71,4% verificaram uma melhoria contínua na área das unhas, evidente após uma única sessão. Este representa um grande avanço em relação ao tratamento habitual para a onicomicose, como acontece com os medicamentos orais e os medicamentos tópicos, cuja eficácia estimada ronda apenas os 30-50% e que podem despoletar efeitos secundários significativos.


Podomadrid
Carranza, 8 Madrid. Espanha
Tel: +34 691 77 36 77

Felicidad Carrera

Centro Castelló:
C/ Castelló, 67 - 28001 Madrid (Espanha)
Tel: +34 91 435 17 24

Centro Médico Krulig
C.C Nuestra Señora de África, C/Darías y Padrón 1, Local 55, 38003
Santa Cruz de Tenerife, Espanha
Tlf: 0034 922 236319

Voltar à página anterior